segunda-feira, março 20, 2006

O MAR


Essa imensidão de vidas e forças
entranhas onde reside a escuridão
lava em constante ebulição
por vezes se torna em devastação.

Tapetes deslizantes procurando outros pousos
sustentando mundos de aço e movimento em seu espaço
ofuscando os que lhes são estranhos
espreitando os que lhe afronta.

mar colhendo horizontes desconhecidos
erguidos de vela e ventos perdidos
nunca conseguidos quando revoltos
nesses pensamentos distantes e tolhidos.

Agasalho de sonhos imaginativos e arrebatados
corredor de aves marítimas de ventos esventrados
que o homem quer sua pertença colher
no sal do seu saber no degustar do seu secar.

Percorro esse mar e olho para me salgar
as lágrimas esvaídas nesse turbilhão de seres
tudo acontece sem desmerecer
sabor que oferece ao corpo que merece.

Esse Mar que tanto faz pensar…

Mateus Gouveia
20/03/06

11 Comments:

Blogger Fátima Silva said...

Sendo eu, ilhéu que colhe todos os dias a maresia, rendi-me perante esta obra de extrema perícia e profundidade. Estaquei e mergulhei... simplesmente maravilhoso! O olhar que lançou ao mar foi com certeza maravilhoso.. a ajuizar pelo que nos oferece aqui. Um excelente fim-de-semana.

terça-feira, março 21, 2006 12:43:00 da manhã  
Blogger MDeus said...

Mar, ó mar que nos rodeia, nos aprisiona e tanta liberdade nos dá.
Poema que descreve muito bem o sentir de um Ilhéu pelo Mar, que nos faz sofrer mas não sabemos viver sem ele.
Gostei muito, um abraço.

Maria de Deus

terça-feira, março 21, 2006 3:29:00 da tarde  
Blogger Mocho said...

"Esse mar que tanto faz pensar" sendo fonte de inspiração, de lembranças, de sofrimento, de contemplação. Tambem eu sou uma previligiada. Todos os dias vejo o mar, e através dele, sinto-me sossegada, alheada mas básicamente em harmonia...e em paz. É, juntamente com as minhas dog`s, a minha fonte de anti-stress.

terça-feira, março 21, 2006 8:09:00 da tarde  
Anonymous Manu said...

Il t'a fait du bien l'air de l'Océan.
A@+

terça-feira, março 21, 2006 9:28:00 da tarde  
Blogger Papoila said...

SoslAyo e este teu olhar sobre o Mar é uma Ode que nasceu da profundidade do teu olhar. Belíssimo este poema. Beijo

terça-feira, março 21, 2006 11:07:00 da tarde  
Blogger Fátima Silva said...

Vim lançar paisagens de Primavera sobre este mar imenso. Feliz Primavera!

quarta-feira, março 22, 2006 12:01:00 da tarde  
Anonymous maestro said...

Este mar imenso que nos rodeia, que por vezes nos sufoca, que por vezes nos dá aquela sensação de estarmos aqui amarrados, presos à ilha, mas ao mesmo tempo tão belo e misterioso, tão profundo e desconhecido. Gostei muito da veia poética que tens em ti. Foi só de olhar o mar? Um abraço.

quarta-feira, março 22, 2006 12:30:00 da tarde  
Anonymous Ana S said...

Muito gostas do mar! É ele que inspira e perto dele sentimo-nos bem. Bonito poema! Beijinhos

quarta-feira, março 22, 2006 9:21:00 da tarde  
Anonymous Magia said...

Com os olhos de um poeta
olhas o mar,
com o coração de um homem
sensivel escreves
Com a profundidade do teu ser
encantas a cada palavra...

O misteriso mar que tantas reflexões oferece a quem nele os olhos poisa no voar de uma gaivota...

Deixo-te um beijo mágico na maresia que passa

quinta-feira, março 23, 2006 11:19:00 da manhã  
Blogger MDeus said...

Vim aqui desejar um bom dia e voltar a ver o Mar, gostei imenso das palavras simpáticas e um bom dia.

Beijinhos

quinta-feira, março 23, 2006 11:37:00 da manhã  
Blogger aprendiz de viajante said...

Adoro esse mar... ambos somos ilhéus e sabemos da importância dele em nossas vida.

Parabéns pelo post e pelo excelente blog.

Bom fds.

sábado, março 25, 2006 11:47:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home





contador