quarta-feira, novembro 29, 2006

mundo e sentir

amo num mundo carregado de dor
como mistura de sol e trevas
ninhos de amor viram leitos de desespero
mas quero continuar, descer à raiz dos sonhos
desenhar-te as feições com lume suave
beijos de sabor a frutos intactos
aprender-te pelos olhos não pelas mãos
cobrir-te de sorrisos a iluminarem os lábios
abandonar-me na noite aceso por dentro

In "juntando as letras"
Edições Ecopy

12 Comments:

Blogger antónio paiva said...

.................
Bom dia Amigo,

sabes eu às vezes sou um pouco duro, a experiência que tenho de vida moldou-me assim, o que me rodeia marca-me e muito, no entanto são gestos como este, que aqui vejo, que me ajudam a continuar, a acreditar que vale apena, fazer coisas, abraçar causas, gostar das pessoas, independentemente dos amargos de boca.
Em meu nome e em nome, e em nome das Crianças, das Aldeias SOS Crianças.
O meu profundo e sentido Obrigado.
...................

Abraço e bom dia

quarta-feira, novembro 29, 2006 8:56:00 da manhã  
Blogger Maria said...

Poema lindíssimo!
Sem mais palavras

Tem um bom dia, soslayo

quarta-feira, novembro 29, 2006 2:15:00 da tarde  
Blogger antónio paiva said...

................
Amigo,

António Rosa?

esclarece-me se fazes favor
................

Abraço

quarta-feira, novembro 29, 2006 4:00:00 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) said...

Apesar de ir algumas vezes ao blogue do António Paiva ler o entendimento e as considerações que ele e o seu "burrico" fazem do mundo, (interessantes e únicas no género) e ainda (como diz o outro) ter a oportunidade de ler alguns dos seus (bons) poemas, ainda não comprei o livro mas é tão sómente uma questão de oportunidade. Um grande abraço para ti, Soslayo e os maiores sucessos ao A.P..

quarta-feira, novembro 29, 2006 4:08:00 da tarde  
Anonymous soslayo said...

António Paiva:

Ó meu amigo, peço imensas desculpas, pois em vez de escrever António Paiva escrevi o nome de um também grande Blogger do blogspot que se chama António Rosa. Já agora peço desculpa aos dois! Acontece! Um abraço.

O blog do António Rosa é:
http://anjonovalis.blogspot.com/
e vale a pena dar uma olhadinha!

quarta-feira, novembro 29, 2006 4:13:00 da tarde  
Blogger Papoila said...

Soslayo, um lindíssimo poema!
Beijo

quarta-feira, novembro 29, 2006 5:07:00 da tarde  
Blogger chuvamiuda said...

.................
Amigo,

Bom dia
Bom fim-de-semana

Abraço

quinta-feira, novembro 30, 2006 10:11:00 da manhã  
Blogger marakoka said...

bom dia ....sempre

jocas maradas

quinta-feira, novembro 30, 2006 9:30:00 da tarde  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Quem disse que as rimas são sempre as donas da beleza?


Belo poema! ;)




Bom fim de semana

sexta-feira, dezembro 01, 2006 4:01:00 da tarde  
Anonymous Jofre Alves said...

Visitei o outro blogue, o das fotografias, pois sou apaixonado e coleccionador, mas não pude comentar pelo facto do mesmo estar perfilado somente para usuários do blogger. Por isso deixo aqui o meu apreço por tudo o quanto vi, e de que gostei. Parabéns.

sábado, dezembro 02, 2006 5:35:00 da tarde  
Anonymous soslayo said...

jofre alves:

Vou já lá ver o que se passa, porque não coloquei o das "fotografias" nessas condições, somente para usuários do blogger! Algum coisa se passou fora daquilo que não é o meu querer!!! Um abraço.

sábado, dezembro 02, 2006 7:55:00 da tarde  
Anonymous soslayo said...

Sem ser especialista nesta matéria embora goste muito de poesia o que aprecio nesta edição da Ecopy e escrito pelo seu autor António Paiva no livro, com o título "juntando as letras" são fundamentalmente os seguintes ítens, a saber:

Trata-se de um livro de poesia, muito bem escrito, num português suave e lúcido com uma profundidade de sentimentos nas expressões utilizadas, tornando-se assim numa delícia a sua leitura, leve, subtil, com uma sequência de ideias muito bem conseguidas, denotando-se uma enorme preocupação por parte do autor dos problemas da alma e dos sentimentos não descurando o mundo envolvente! Eu diria que é um excelente livro para comprar e ler-se neste Natal!

PS o autor através da venda deste livro dedica uma determinada verba a uma Instituição de Solidariedade Social (às Aldeias de Crianças SOS). Tenho realmente me deliciado com a leitura deste livro de poesia. Por isso, e por tudo o que lá está escrito recomendo a sua leitura que é muito agradável!

domingo, dezembro 03, 2006 1:34:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home





contador