sexta-feira, novembro 10, 2006

INCLUÍDO NO ORÇAMENTO DE 2007


Soube-se dia 27 no Público que a distinta advogada Vera Sampaio com uma carreira de dezenas de anos e larga experiência foi contratada como assessora pelo membro do Governo Senhor Doutor Manuel Pedro Cunha da Silva Pereira, distinto Ministro da Presidência.
Como a tarefa não é muito cansativa foi autorizada a continuar a dar aulas numa qualquer universidade privada onde ganha uns tostões para compor o salário e poder aspirar a ter uma vidinha um pouco mais desafogada.
O facto de ser filha do Senhor ex-presidente da República das Bananas que também dá pelo nome de Portugal, não teve nada a ver com este reconhecimento das suas capacidades, juro pela saúde do Engenheiro Sócrates.
Há famílias a quem a mão do Senhor toca com a sua graça. Ámen.
Neste caso soube-se há tempos que o filhote depois de se ter formado foi logo para consultor da Portugal Telecom, onde certamente porá toda a sua experiência ao serviço de todos nós.
Agora, como já ontem se disse, calhou a sorte à maninha e lá vai ela toda lampeira em part-time para o desgoverno, onde certamente porá toda a sua experiência ao serviço de todos nós.
E o papá para não fugir à regra, depois de escavacar uns bons centos de milhares de euros, na remodelação do um palacete ali para a Ajuda, onde instalará um gabinete, para onde será transportado pelo nosso carro, com o nosso motorista e onde certamente porá toda a sua experiência ao serviço de todos nós.
Falta arranjar um tacho para a matriarca que de momento tem que se contentar com as da cozinha.
Isto tudo passa-se num sítio mal frequentado onde um milhão e duzentas mil pessoas vivem com uma reforma abaixo dos 375 Euros por mês.
Parece mentira, não parece?


............................{€€€€€€€€}..........................


APESAR de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, está já reformado! A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador. A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» - apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.
A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social. O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro. Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro. Triplicar o salário.
Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de 4000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril. O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.
A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para 2000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao EXPRESSO Vasco Franco.
Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de 5000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate (!?) em Moçambique já depois do 25 de Abril (????????). Algum turra que não ouvia rádio nem lia jornais?), e cerca de 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o novo reformado triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.


...........................{€€€€€€€€}.......................


Vítor Constâncio governador do Banco de Portugal
ganha 272.628 € por ano, ou seja quase 3.894 contos MENSAIS, 14 meses/ano.
Mas este exagero não fica pelo Vitinho. Os outros membros do Conselho de administração do BP também têm ordenados chorudos:

O Vice-governador, António Pereira Marta – 244.174 €/ano
O Vice-governador, José Martins de Matos – 237.198 €/ano
José Silveira Godinho – 273.700 €/ano
Vítor Rodrigues Pessoa – 276.983 €/ano
O coitado do Manuel Ramos Sebastião apenas … 227.233 €/ano
O Vice-governador, António Pereira Marta até acumula com o seu salário com a sua pensão como reformado … do Banco de Portugal.
Mas o valor dessa pensão é desconhecido…
Aliás, o Vítor Rodrigues Pessoa, também tem uma reforma adicional de 39.101 €/ano Total 316.084 €/ano
e o José Silveira Godinho também acumula com uma pensão do BP, mais 139.550 €/ano
Total 413.250 €/ano


PS (sempre os mesmos!) não se esqueçam de actualizar em 1,5% e deduzir os 0,5% do ADSE!

9 Comments:

Blogger Maria said...

Só pela foto animada - os meus parabéns.
Contém calorias, e pode ser alternativa a um momento de maior tédio...
O texto nem o comento (vi-o há uns tempos numa página da frente nacional... se é que isto diz alguma coisa...)

sexta-feira, novembro 10, 2006 12:36:00 da tarde  
Blogger Rose said...

Soslayo,

Parecia que eu lia a história de outro bananão, o nosso.

Herdamos isso, ou mandamos daqui para lá? rsrs
Vai saber.

Bom fim de semana.

abraços

sexta-feira, novembro 10, 2006 8:55:00 da tarde  
Anonymous margarida said...

Pois é amigo quem quer bons Tachos arranja-os. Pelos visto foi o que fez esta familia.
Bjcs. e um bom fim semana

sexta-feira, novembro 10, 2006 9:10:00 da tarde  
Blogger Eu said...

este é o país que temos...bom fim de semana

sexta-feira, novembro 10, 2006 9:25:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tachos!!!!!!!!!!!

sábado, novembro 11, 2006 12:04:00 da tarde  
Blogger Pérola said...

As coisas com que te preocupas... só mesmo tu, para pensares que compadrios são só a nível de "caça grossa"... existem desde sempre e não penses que vão acabar tão cedo. A nós cabe-nos a revolta e a denúncia. Beijo.

sábado, novembro 11, 2006 5:53:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Soslayo, num pais de injustiças isso é normal (infelizmente). Quem tem amigos safa-se sempre! Beijos

sábado, novembro 11, 2006 6:06:00 da tarde  
Anonymous ciloca said...

Faço minhas as palavras da Perolo..A nós cabe-nos a obrigação de denunciar estas situações.Por isso temos que espernear e vir Prá rua...Parabens pelos posts.

domingo, novembro 12, 2006 5:28:00 da tarde  
Blogger pisconight said...

E daqui a uns anos não há dinheiro na Segurança Social devido a reformas chorudas que esses fdp ganham e que não acabam com elas!!
;)

sexta-feira, novembro 17, 2006 5:01:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home





contador