quarta-feira, novembro 08, 2006

O PATETA ALEGRE DOS AÇORES

O Senhor César o que fez nos Açores durante 8 anos!? Nada!!!
Em Setembro último num post que escrevi intitulado “Sócrates – O Divisor” já mencionava que o primeiro-ministro de Portugal pretendia jogar a Madeira contra os Açores e vice-versa, atirando uns contra os outros, tendo no meio as respectivas populações das Ilhas, aliás, já o tinha feito no continente português em relação aos Madeirenses!
Ontem fiquei estupefacto quando vejo o Presidente do Governo Regional dos Açores no noticiário directamente via satélite ofender toda a população da Madeira e do Porto Santo, em suma todos os Madeirenses!
Julgou ele que estava só a troçar do PSD/M e do Alberto João Jardim imitando-os mas não! Gozou de toda uma população que nunca fez mal e/ou provocou os Açores nem naqueles, nem noutros termos!
Cada Região de Portugal e obviamente as Regiões Autónomas(?) têm o seu sotaque próprio e, daí a riqueza da língua portuguesa falada nos mais variantes quadrantes do Universo.
Então, qual foi o gracejo de mau gosto utilizado por este Pateta, dizia ele: “enquanto nos Açores se diz «batata» na Madeira se diz «semelha!»”. Para quem não sabe, eu explico: a proveniência desta palavra “Sementes da Ilha” foi trazida da Holanda (as sementes) no tempo da colonização(?), o povo Madeirense e Porto-santense abreviou-a no linguajar do dia-a-dia da Região para SEMILHA.
Com todo o respeito que tenho pelos portugueses inclusive das Ilhas e, se vamos por esse caminho, não tenho outra alternativa, porque me senti também ofendido, senão convidar o tal Senhor César a ouvir e comparar (se é possível fazer-se comparações!?) a este sotaque que aqui tenho no meu player e o sotaque falado pelos Madeirenses. Depois, fique calado senhor César e não faça papel de parvo mais do que já o faz, quando se torna: «O Sopeiro da República Portuguesa».

7 Comments:

Blogger Vida said...

Infelicidades de quem devia estar mais preocupado com os problemas reais da sua região, que até são muitos, em vez de andarem numa troca de gracejos, ataques e acusações. Espero que esta divisão de ilhéus não se chegue a materializar, o país é o mesmo, as raízes.
Soslayo peço desculpa pela minha ausência, tenho andado atarefada e com alguns problemas pelo caminho, com a exposição de fotografia, minha, da Cris e do Vasco e por esse motivo fiz um pedido no meu blogue, gostava que participasses!!!
Vamos unir ainda mais os Açores à Madeira.

Beijos.

quarta-feira, novembro 08, 2006 1:29:00 da tarde  
Blogger JSilvio said...

DEviam era dar umas batatas no focinho do açoriano... nem o chamo de tarouco.. é mesmo um nabo!!!

quarta-feira, novembro 08, 2006 3:19:00 da tarde  
Blogger chuvamiuda said...

..................
concordo plenamente contigo
trata-se de ignorância politica
no seu melhor
é por isso mesmo que eu não socializo com politicos
é desoladora a falta de educação
que reina entre esses senhores
...................

Abraço

quarta-feira, novembro 08, 2006 7:04:00 da tarde  
Blogger Papoila said...

Olá Soslayo já comentei hoje este mesmo tema no canto da Ana S. deste modo...
Olá Ana S:
Aqui inverte-se um pouco o "A César o que é de César..." Fica... À Madeira o que é da Madeira, senhor César! São semilhas senhor... são semilhas e muito bem parecidas...
Maria Papoila |
Beijo

quarta-feira, novembro 08, 2006 9:11:00 da tarde  
Anonymous ana s said...

Parece que hoje tivemos a mesma ideia Soslayo lool
Quanto ao tal presidente dos Açores, só tenho a dizer que achava-o mais inteligente. Já que era para gozar, podia ao menos ter dito a palavra correcta que é semilhas e não semelhas. Qualquer bom dicionário mostra isso.
beijos

quarta-feira, novembro 08, 2006 9:21:00 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) said...

O governo central corta verbas nas ilhas e abre uma guerra aberta entre os Açores e a Madeira. A polémica instalou-se e o nosso 1º ministro bate as palmas de contente perante o espectáculo. Vamos ver se não ficamos, a partir de agora, ainda mais enjoados com o que se está a passar...a classe politica abre galhardetes e nós assistimos à triste miséria de uma guerra em que somos todos irmãos. Viva Portugal, abaixo os carboidratos. Abraço.

quinta-feira, novembro 09, 2006 1:44:00 da manhã  
Anonymous RM said...

Bem, quanto ao assunto, nada a acrescentar! A não ser que a imagem, foi escolhida a dedo!!!

HIHIHIHI
Bom fim de semana!!!

sexta-feira, novembro 10, 2006 11:46:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home





contador