quarta-feira, junho 28, 2006

Funcionários Públicos

Caros amigos
(por favor leiam até ao fim!)

Contrariamente àquilo que reiteradamente e enganosamente afirmam os nossos governantes, os nossos Belmiros de Azevedo; os nossos Medinas Carreira, as nossas Fátimas Campos, os nossos iluminados analistas político/económicos que diariamente temos de suportar na Televisão e nos Jornais e que adulteram com a maior ligeireza os indicadores que manuseiam a seu belo prazer, e que, de repente, tudo sabem sobre a “Função Pública”, e ao invés ao que diz esta gentalha, a percentagem de Funcionários Públicos na Europa é bem diferente da mentira que nos vendem esses senhoritos. Ora vejam:

Assunto: PESO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS NA POPULAÇÃO ACTIVA:

(Fonte EUROSTAT, publicado no Correio da Manhã)

Suécia ---------------- 33,3%
Dinamarca ----------- 30,4%
Bélgica --------------- 28,8%
Reino Unido ---------- 27,4%
Finlândia ------------- 26,4%
Holanda -------------- 25,9%
França --------------- 24,6%
Alemanha ------------ 24%
Hungria -------------- 22%
Eslováquia ----------- 21,4%
Áustria --------------- 20,9%
Grécia ---------------- 20,6%
Irlanda --------------- 20,6%
Polónia --------------- 19,8%
Itália ----------------- 19,2%
República Checa ------ 19,2%
PORTUGAL ---------- 17,9%
Espanha -------------- 17,2
Luxemburgo ---------- 16%

Não há, pois, funcionários públicos a mais. Há sim uma distribuição não correcta o que faz com que existam sectores em falta e, outros em excesso.

Por exemplo, a reforma da administração pública que é imperioso que seja feita, deverá começar por mudar a realidade dos dados que nos indicam que cada ministro (deste e dos anteriores governos) tem ao seu serviço pessoal e sob as suas ordens directas, uma média de 136 pessoas (entre secretários e subsecretários de estado, chefes de gabinete, funcionários do gabinete, assessores, secretárias e motoristas) e 56 viaturas: estamos a falar em CINCO vezes mais que no resto da Europa.

Existem “respeitados” analistas, ligados ao mundo empresarial que, querem a diminuição cega dos funcionários, apenas para que as empresas privadas em que, directa ou indirectamente têm interesses, possam ser contratadas para fazer serviços públicos (“Outsourcing”) = ("terceirização") e assim, elas possam crescer!!!
Por último refira-se que: se serviu para alguma coisa o «programa dos Prós e Contras da RTP de 22 de Maio p.p., foi que, quando os compadres se zangam, sabem-se as verdades. E a verdade que saiu do programa da RTP foi que temos uma comunicação social corrupta e ao serviço de quem tem muito dinheiro.
Neste programa, a ideia que mais uma vez a comunicação social vendeu à opinião pública (a qual foi repetidamente alardeada pela Fátima Campos e seus usuais convidados), foi a da necessidade de 200 mil despedimentos na função pública.
No entanto, como acima está demonstrado pelas estatísticas europeias, resulta claro que somos o 3.º país da U. E. com menor percentagem de funcionários públicos na população activa.

Assim se informa e se faz política em Portugal!

NB: É necessário que divulgues este e-mail pelo maior número de colegas e amigos!
PS: embora não sendo colega do autor, concordo plenamente com o que aqui está escrito, daí transcrevê-lo sem qualquer prurido!

Recebido por e-mail.

19 Comments:

Anonymous delta said...

Tá decidido...Quando crescer quero ser Ministra :-) Do quê ainda não sei :-)

quinta-feira, junho 29, 2006 12:08:00 da manhã  
Blogger A Cor do Mar said...

Soslayo olá :)) tou de volta. Olha em relação aos "B. de Azevedos", ele manda no estado mas... eu pessoalmente preciso, sabes isso. Agora em relaçao aos F Publicos, nao sei se contabilisticamente são de mais, mas que já la trabalhei e fiquei mal vista por "adiantar serviço" ... vinha da privada e trabalhava diferente ... nao me deixaram. Entao o "bichinho" instalou-se ! Só prova que é mesmo verdade existir o tal "bichinho".

Bem nao era propriamente isto que queria aqui deixar-te escrito, de qq modo deixo-te um beijo bué grande, e viva a poesia ;)***

quinta-feira, junho 29, 2006 1:00:00 da manhã  
Blogger an ordinary girl said...

Ha dias em que vivo um mau-estar pq nao me sinto produtiva o suficiente. Ensinaram-me que temos que poduzir o equivalente ao que consumimos. Mas vivo no país errado, parece-me...
um beijo, soslayo

quinta-feira, junho 29, 2006 7:45:00 da tarde  
Blogger Papoila said...

Olá Soslayo:
Resta acrescentar que na meu mister só no nosso país é que não é considerado prestigiante um médico trabalhar só no SNS, pois na maioria deles mesmo com sistemas mistos públicos e privados, só trabalham no público os melhores.
Reforma, passa por motivar, formar, avaliar, garantir a qualidade... (interessante de aplicar aos próprios mimistérios...)
Beijo

sexta-feira, junho 30, 2006 12:57:00 da manhã  
Blogger soslayo said...

Papoila:

Disseste uma coisa que é um facto indesmentível na Função Pública só trabalham os melhores se não fossem bons não trabalhavam também na privada! E concordo que o que eles estão a fazer é desmotivar, não formando (porque o homem requer formação constante, porque o mundo e a técnica corre velozmente) não formando e avaliando por cotas, como se de cotas leiteiras se tratásse... Um beijo.

sexta-feira, junho 30, 2006 9:34:00 da manhã  
Blogger pisconight said...

Caro amigo,
o que está a dar é ser ministro ou ter altos cargos na administração pública... não é preciso saber muito, não se tem que mostrar resultados e no final não somos culpados de nada e ainda saímos com reformas chorudas...
Um abraço.
;)

sexta-feira, junho 30, 2006 5:50:00 da tarde  
Blogger Ana S. said...

Isto vem a provar que não existe excesso de funcionários, o que existe é sobrecarga de trabalho para o mesmo empregado. E depois dizem que o pais nao avança!
Beijinhos e bom fim de semnana

sexta-feira, junho 30, 2006 8:36:00 da tarde  
Anonymous Eskape said...

meu amigo. concordo plenamente. um dos grandes problemas está no topo da pirâmide e não na base. um exemplo flagrante é a quantidade de ilustres que são substituídos sempre que há mudança de governo ou de ministros.
Para hoje temos festa depois das 18h. força Portugal.

sábado, julho 01, 2006 11:30:00 da manhã  
Blogger Um Poema said...

Claro que é necessário colocar as coisas na sua verdadeira dimensão. Por isso é que seria importante que se conhecem alguns pormenores, para lá destas percentagens. Desde logo, a forma como se faz o recenceamento de funcionários em cada país. Entram todos os que são pagos pelo erário público (como nos países nórdicos), ou os acessores e consultores dos políticos, os contratados a prazo, os recibos verdes, não contam (como cá)?...
Estas percentagens para terem força deveriam ser fundamentadas em comparações realistas. Como, por exemplo, qual é o peso da despesa corrente com pessoal (efectivo e subcontratado) relativamente ao PIB de cada país.
Um abraço

sábado, julho 01, 2006 3:16:00 da tarde  
Blogger Santa said...

Parabéns pela vitória portuguesa na Copa!!

sábado, julho 01, 2006 10:16:00 da tarde  
Anonymous soslayo said...

Santa:

Ó minha querida Santa por um lado estou feliz e por outro estou triste, pois acabei agorinha mesmo de ver o Brasil perder com a França. Confesso que não esperava! Mas em contra partida vamos nós e vamos triturar os Franceses na próxima quarta-Feira. Um beijo

sábado, julho 01, 2006 10:29:00 da tarde  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Como sempre o mar de lama na política, como sempre!



Abraços

sábado, julho 01, 2006 11:01:00 da tarde  
Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Caro amigo

Não li este artigo no correio
mas não necessito dele para saber,
relembrando, que segundo o ditado popular:

"É mais importante um bom mandador, que um bom trabalhador"

E infelizmente, nesse aspecto não estamos lá muito bem fornecidos... falta quem tenha coragem de assumir responsabilidades nas posições de chefia e comande a nau por bons ventos... e claro que aperfeiçoamentos contantes, são necessários a qualquer bom profissional.

Abraço e bom domingo
Luís Monteiro da Cunha

domingo, julho 02, 2006 3:20:00 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Sei que gostas de futebol e eu estou aqui para te parabenizar pela tua equipe de futebol na copa!!!

Parabéns!!!

Que voces aprendam o sentido de equipe que os brasileiros desconhecem e que as vitórias não lhes subam aos olhos e nem lhes emburreçam a visão e muito menos, que lhes tire o sentido de coletividade em todos os sentidos...
Perdemos por merecimento e isso foi mesmo muito bom. Não seria justo continuarmos. Um time formado pelas melhores estrelas do mundo, as mais bem pagas e completamente soltas, perdidas no espaço... Faltou time onde sobrou estrelas!!!

Parabéns merecidamente, a voces!!!
Pelo esforço, pela garra, pelo companheirismo!!!

Parabéns pela decisão de contratarem um treinador incorruptível!!!

Que cheguem à vitória final e que possam entender que vitórias em campo, servem especialmente para que os que não são os jogadores representantes de seu país, o país dos seus campeões, aprendam a jogar também e fora dos campos, buscando olhar o mundo e a vida, para além dos chutes na bola!!! Com respeito ao dinheiro aplicado no esforço do todo, de muitos...

Os brasileiros gostariam de ter ganhado a copa e sem dúvidas, possuem tudo em termos de talente e estrelas, para isso, mas não mereciam e foi muito justo terem perdido para os esforçados. Justíssimo!!! É assim que se faz o crescimento e a educação e não haveria moral e ética para ser repassada aos jovens, caso essa copa tivesse sido brasileira... Felizmente perdemos. Resta-nos saber se aprendemos, mas isso somente o tempo nos dirá. Acho que ainda não foi dessa vez. Acho que teremos de perder muio mais, pois somos definitivamente, muito mal educados para a vida e seus verdadeiros valores e mais ainda: não temos senso de equipe. Isso nota-se olhando para meu país... Triste, mas verdadeiro. Um potente gigante, que a ignorância e a corrupção faz força para manter adormecido e tira disso, seu sustento, sua continuação...

Em boa hora perdemos e o melhor disso, é que foi por merecimento!!!

Muito bom mesmo!!!

Tanto quanto está sendo bom e aí, com um sentido totalmente diferente, ver Portugal ganhar e sinceramente, estamos todos torcendo para que voces sejam os nossos campeões. E só mais uma coisinha... Aprendam conosco e não cometam nossos erros. Não deixem que as conqeitas de poucos homens em campo, tire a vontade do ganho de um povo. Aprendam que vitórias em campo, são para ensinar... Ensinar a termos garra para conquistar nossas muitas outras partidas e em muitos outros campos da vida!!!


Meus sinceros desejo de que conquistem esse título. Tanto por voces, quanto pelo Felipão. Portugueses merecem e o Felipão, também!!!


Beijinhos,
Cris

segunda-feira, julho 03, 2006 1:56:00 da tarde  
Anonymous peabirus said...

Vim te convidar para ler o nosso Trilhas!!!

Há dois posts lá, sobre a copa...

Beijinhos querido!!!
Cris

segunda-feira, julho 03, 2006 2:40:00 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Errei...

Queria dizer para entrares no nosso http://trilhaseterras.blogspot.com

e ver por lá, mais um pouquinho desse Brasil que ainda é teu...

Beijos,
Cris

segunda-feira, julho 03, 2006 2:42:00 da tarde  
Blogger Santa said...

Soslayo
Por um tempo não poderei digitar. Estou em tratamento médico.Mas continuarei lendo e indicando os blogs amigos. Beijos.

segunda-feira, julho 03, 2006 3:30:00 da tarde  
Blogger soslayo said...

Santa:

Minha querida amiga, parece piada mas não é... Pelo facto de me dedicar muitas horas ao computador também ando com uma tendinite (não sei o quê, são palavrões técnicos dos médicos)no braço esquerdo e, por isso não tenho postado como devia e não visitado os meus amigos como desejaria, no entanto, os comprimidozinhos que estou a tomar está a fazer efeito e sempre vou aparecendo, para não ser esquecido! Melhoras para ti que fazes muita falta nesta blogosfera ultimamente morna. Um beijinho.

segunda-feira, julho 03, 2006 5:24:00 da tarde  
Blogger soslayo said...

Querida Cris:

Tens razão na tua apreciação, aliás, isto é um pouco o Pai a aprender com o Filho, neste caso, Portugal aprendendo com o Brasil e, estou-me a referir ao Felipão que agora é nosso e não o deixamos sair por nada deste mundo. Nem que para isso tenhamos que o agarrar no Aeroporto. (mesmo que não ganhe a copa, vai de ré-santanás!) o que não vai acontecer! Este grande homem está a transmitir uma nova mentalidade aos nossos jogadores (garra para ganhar). Foi o que faltou ao Brasil vontade de Ganhar! É aquela coisa que tu dizes das Estrelas... Um beijinho.

segunda-feira, julho 03, 2006 5:37:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home





contador