quarta-feira, abril 05, 2006

CAREQUINHA SEMPRE CONNOSCO

O palhaço "Carequinha" natural do Rio de Janeiro - Brasil
Estávamos na grande noite infinda da era Salazarista em Portugal, quando no Brasil um palhaço animava a meninada nos circos, em festas particulares e, na Televisão Brasileira, de seu nome artístico “CAREQUINHA”. Em Portugal nem havia Televisão quando este grande artista cantava as músicas infantis da época e, foi tal o seu sucesso que chegou também a nós através das Rádios e programas infantis. Ganhou vários prémios internacionais, na Itália ganhou três. Aliás, ganhou tudo o que havia para ganhar como animador e embalador de sonhos da garotada. Há uns anos atrás, fez-se algo parecido em Portugal com o que fazia o “Carequinha” no Brasil através dum programa da TVI chamado de “Batatoon”. Não possuo nenhuma das cantigas do Carequinha e tenho pena… Também me animou nalgumas manhãs de domingo na rádio quando da minha meninice. Hoje, noticia a “Rede Globo” que, o Carequinha adormeceu infinitamente, embalado pela alegria e carinho que sempre transmitiu às crianças e, muitas delas hoje adultas e quarentões que jamais o esquecerão! CAREQUINHA, fica bem onde estás, porque todos nós que te acompanhamos ficaremos eternamente gratos! Carequinha, quem nunca na vida foi um dia palhaço? Daí a Nobreza da tua classe.

Carequinha com o artista de televisão Marcos Frota e também dono dum Circo no Rio de Janeiro

19 Comments:

Anonymous Magia said...

Ena soslayo...adorei!!!!!!!...aqui respira-se circo...eu adoro o circo, embora não goste da parte dos animais :(, mas adoro os palahaços...Quando era pequena queria ser artista de circo...A musica está um estrondo...saio daqui com a minha alma de criança mais desperta....
Obrigadaaaaaaaa por este momento!

Beijos Mágicos

quarta-feira, abril 05, 2006 9:47:00 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) said...

Estes tipos deixam o mundo muito mais triste, sem dúvida. Toda uma vida marcada por sorrisos, gargalhadas, anedotas, felicidade, alegria...já viste gajos mais espectaculares? Não conhecia o "Carequinha" mas reconheço a importância de todos os carequinhas que vão desaparecendo...P.S. - (olha que a minhoca parece subtil mas de subtileza não tem nada...ainda ando a congeminar a subtileza da espécie...ehe, ehe, ehe).

quarta-feira, abril 05, 2006 11:32:00 da tarde  
Blogger Cláudia said...

Apesar de não gostar muito do circo não só pela causa que defendo mas também, não gosto de palhaços mas devo dizer-te que tal como a magia disse "aqui respira-se circo...", é bem verdade. A música está muito divertida... Um grande beijinho para o Carequinha e outro para ti ;)

quarta-feira, abril 05, 2006 11:33:00 da tarde  
Blogger soslayo said...

Magia, pelo teu comentário nota-se que tens uma criança dentro de ti! E ainda bem. Ai de nós se perdêssemos a criança que transportamos connosco... Seria um Mundo muito envelhecido e sem acreditar no futuro, seja ele qual for. Beijos Mágicos.

Castor, não te esqueças que a Madeira há trinta anos atrás era um atrazo de vida. O desenvolvimento só veio muito depois do Continente e após o 25 de Abril de 1974. Hoje em dia e, em comparação com a Madeira de então, o que esta evoluíu fui uma guinada de 180º. Só para te citar um exemplo: o notíciário "Telejornal" para a RTP-Madeira, vinha numa bobina no Avião da tarde para ser difundido às 21h00m desse mesmo dia. Actualmente temos satélites por todo o lado, temos por isso os acontecimentos ao segundo. Um abraço.

Cláudia não gostas de palhaços! Óh menina mas todos nós somos palhaços por qualquer situação inusitada. Também estou de acordo contigo no que se refere aos animais mas o resto é uma arte como todas as artes. Beijinhos

quinta-feira, abril 06, 2006 12:33:00 da manhã  
Anonymous delta said...

Vamos ver se eu ainda me lembro como se faz para colocar aqui uma canção...:-) Já sabes...se não der à primeira...volto cá em seguida...:-) Coelhinho

quinta-feira, abril 06, 2006 12:50:00 da manhã  
Anonymous delta said...

E não é que ficou bem logo à primeira??? :-) Não está muito famosa porque é um midi...depois logo tento arranjar um mp3 :-) Tudo bem contigo?

quinta-feira, abril 06, 2006 12:52:00 da manhã  
Anonymous soslayo said...

Ó Delta, perguntas-me se está tudo bem comigo! Porquê? Achas que pelo facto de eu falar dum palhaço e tocar uma música parecida com as que ele cantava, estou louco!? Não! Não capotei ainda mas, em todo o caso, para se navegar horas a fio nesta blogosfera, não é preciso ser-se louco, mas um pouco de loucura ajuda. Um beijinho pra ti. Olha a tua música do Coelhinho não me tocou aqui...

quinta-feira, abril 06, 2006 1:57:00 da manhã  
Blogger A Cor do Mar said...

Pena que ainda hoje haja tão pouco sensibilidade pela vida de palhaço. Será porque nao foi verdadeiramente "explicada" às pessoas em "outras épocas"? Para mim é duma nobreza e sensibilidade impressionantes. Obrigada pelo post ta lindo lindo, tal como a foto mostra. E, obrigado por pores decerteza muitas pessoas a pensarem (ainda que sejam mais jovens que nós). Beijo grande no teu coraçao ***

quinta-feira, abril 06, 2006 2:48:00 da manhã  
Anonymous delta said...

Não tocou aí...onde?

quinta-feira, abril 06, 2006 3:01:00 da manhã  
Blogger Ana S. said...

Ser palhaço não é fácil. É preciso alegrar quem está triste mesmo quando a vontade para isso é pouca ou nenhuma. Todos nós somos palhaços de vez em quando...eu então nem se fala. lol Beijinhos

quinta-feira, abril 06, 2006 3:01:00 da tarde  
Anonymous soslayo said...

Delta, aquele link que fizeste do Coelhinho não era uma música? Mas o meu Winnamp só dá zeros.

Ana S, vejo que a tua auto-estima anda por baixo! Anima-te miúda e acredita sempre que haverá tempos melhores. Isso, é que é o Sal da vida, a luta permanente, embora por vezes com umas ondas baixas. Um beijinho.

quinta-feira, abril 06, 2006 3:17:00 da tarde  
Blogger Pérola said...

Sim também animou a minha meninice! Mas os grandes nunca morrem, apenas não nos fazem companhia.
Também adoro o poema A Pedra Filosofal! Mai, gosto de cantá-lo.

quinta-feira, abril 06, 2006 3:51:00 da tarde  
Blogger Papoila said...

Pois é Soslayo eu gosto mesmo é de palhaços! Conheci o Carequinha e o nosso Batatinha... Beijo

quinta-feira, abril 06, 2006 6:21:00 da tarde  
Blogger Wakewinha said...

Os palhaços assustam-me e nem sequer te sei explicar porquê!!! =/

Beijinho*

[Lê e Divulga!]

quinta-feira, abril 06, 2006 6:23:00 da tarde  
Blogger Desambientado said...

Já é o segundo post sobre o Carequinha que encontro. Não conheci o trabalho dele, mas pelos vistos influenciou um boa geração.

quinta-feira, abril 06, 2006 8:44:00 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) said...

Penico ao pé do meu foçinho???? Tu tratas-me bem, tratas. Roda-se, és lixado. Vou enviar-te um livro da PINTO só para te chatear...ehe, ehe, ehe!!!!

sexta-feira, abril 07, 2006 1:44:00 da manhã  
Anonymous soslayo said...

Ao meu amigo Castorzinho, Olha que eu estava a brincar! Não leves a mal. Até porque eu nunca faria nada que pudesse magoar o meu Castor preferido e atrevido. eh eh eh eh. Um abraço.

sexta-feira, abril 07, 2006 9:29:00 da manhã  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Achei incrível encontrar aqui uma homenagem para o carequinha, especialmente por tu seres portugues, embora eu já saiba agora, através do espaço do Desambientado, que tu já morou no Rio...

O Carequinha de fato foi uma figura marcante e um tremendo conselheiro infatil. Ensinou milhares de crianças, cantando e representando no picadeiro... Até hoje ainda canto as lindas musiquinhas do Carequinha para as crianças...

Concordo contigo quando dizes que o trajeto Rio SP de carro, é lindo. Pela Dutra é leslumbrante e pela Rio Santos, é mágico!!! Sensacional!!! Maravilhosos!!! Eis aí um dos trechinhos mais lindo desse país,,, Litoral sul do Rio e norte de SP!!! O outro, tão lindo quanto e em maior extrensão e com geografia um tanto diferenciada, é aqui, o litoral de Santa Catarina.

Beijinhos querido!!!
ò,ó

sexta-feira, abril 07, 2006 11:34:00 da manhã  
Blogger Saramar said...

Soslayo, boa tarde.
A emoção tomou conta de mim, ao ler o seu post.
O maravilhoso palhaço encantou minha infância e a dos meus filhos, assim como a de milhões de crianças e adultos.
Agradeço-lhe por essa homenagem que mostra que há uma criança dentro do seu coração, como eu já imaginava.
Obrigada.

Beijos e uma excelente semana pra você.

domingo, abril 09, 2006 9:53:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home





contador