terça-feira, janeiro 02, 2007

ser

ser gente é ser simples
partilhar afectos
engrandecer com gestos pequenos
não recear abrir a alma
fechar a mão noutra mão
sorrir aos sorrisos que nos dão

antónio paiva
In “juntando as letras”
Edições Ecopy
Porto – 2006

15 Comments:

Blogger -- An ordinary girl said...

ADOREI, este pequeno poema. Vou levá-lo comigo, espero não te importes.

Um beijo para ti e, um ano novo cheio de dias BONS!!

quarta-feira, janeiro 03, 2007 3:08:00 da tarde  
Blogger Emilia said...

Parece tão simples...mas é tão verdadeiro e profundo.Muito bonito.
Que encontres e nos faças encontrar muitas palavras assim bonitas e cheias de sentido, neste novo ano.
Beijinho

quarta-feira, janeiro 03, 2007 4:10:00 da tarde  
Blogger chuvamiuda said...

..............

Olá AMIGO,


BOM ANO!!!

Tudo de bom.

Obrigado, por me teres dedicado mais uma página deste teu lugar.

Abraço

quarta-feira, janeiro 03, 2007 4:40:00 da tarde  
Anonymous Ana S said...

Bonito poema. Simples e essencial. Beijos

quarta-feira, janeiro 03, 2007 9:24:00 da tarde  
Blogger Cláudia said...

Ser é tão simples... basta ser! Um poema necessário à nossa vida. Beijo grande.

quinta-feira, janeiro 04, 2007 12:01:00 da manhã  
Anonymous delta said...

É isso mesmo...

Partilhar um sorriso...

Com os amigos!

Um beijinho e um bom ano 2007!!!

quinta-feira, janeiro 04, 2007 12:56:00 da manhã  
Blogger Um Poema said...

Optima escolha!
Parabens!
Um abraço

quinta-feira, janeiro 04, 2007 1:10:00 da manhã  
Blogger Maria said...

Que bonito, soslayo.

Ando com uma preguiça de ir buscar o livro a Lisboa...
É pena a distribuição ser tão restrita... na fnac nem conhecem!
Acho que vou encomendá-lo por correio, à cobrança...

quinta-feira, janeiro 04, 2007 3:20:00 da manhã  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Sim, é simples e faz bem!


Abraços

quinta-feira, janeiro 04, 2007 9:37:00 da tarde  
Anonymous Papoila said...

Soslayo e é com um sorriso que respondo a este lindo poema.
Beijo

sexta-feira, janeiro 05, 2007 4:16:00 da tarde  
Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) said...

Um grande ano, meu amigo, com tudo o que te faça feliz. Sucessos pessoais, familiares e profissionais, com muito humor, alegria, pensamentos profundos, filosofias de vida e tudo o resto que contribuem para o sucesso dos teus posts e para o significado da tua escrita. Eu, pela minha parte, continuarei a andar por aqui, a lê-los.

segunda-feira, janeiro 08, 2007 4:11:00 da tarde  
Blogger pisconight said...

Lindo poema soslayo!! (já nos tens habituado a isso mesmo...)
Desejo-te um óptimo 2007 repleto de coisas boas e que sejas surpreendido pela positiva!!
Um abraço amigo!!
;)

segunda-feira, janeiro 08, 2007 6:05:00 da tarde  
Blogger chuvamiuda said...

.............

Amigo,

Noite serena e boa semana

Abraço

segunda-feira, janeiro 08, 2007 8:09:00 da tarde  
Blogger soslayo said...

Começei o Ano de 2007 com este excelente poema do Poeta António Paiva, por me identificar em absoluto com as palavras representadas neste poema! Parabéns Poeta António Paiva.

terça-feira, janeiro 09, 2007 7:58:00 da tarde  
Blogger Desambientado said...

Lindo este poema.

Obrigado pela composição deixada no desambientado, sobre o Anticiclone dos Açores e obrigado também pelo pps.

Um abraço

Félix

sábado, janeiro 13, 2007 11:19:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home





contador