quinta-feira, novembro 17, 2005

POEMA AO ESCRITOR FAMOSO

Poema de escritor famoso
Não sou eu que o vou escrever
De Florbelas Espancas
Venha de lá a sua dor.

Às mulheres é dirigido
Com tanta galhardia
Quando pensarem nos homens
Tudo será melhor um dia.

Para espancar a métrica
Com tantas metáforas e interjeições
Me dá um trabalho danado
Neste chão que já deu limões.

Do limoeiro apressado que também verde é
Dá-me pra cá o citrino mesmo amarelado
Donde estou aqui sentado
Eu prefiro a água-pé.

Mateus Gouveia
Fui escrito num comentário que fiz no blog da J.P.

4 Comments:

Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Seja bem vindo ao Blogger.
Aqui é mais fácil abrir cada blog e fazer os respectivos coments, bem como trabalhar os templats.

Não era visita assídua do anterior espaço, mas neste vou tentar visitar mais vezes.
No sapo, apenas visito os amigos que me merecem muita consideração.
Porque a velocidade das páginas não é (nunca foi) o seu forte, cheguei a estar + de dez minutos a tentar abrir um blog amigo... desisti.

Há males que vêm por bem...
Nós é que ficamos a ganhar.

Abraço

quinta-feira, novembro 17, 2005 6:47:00 da tarde  
Anonymous pensadora said...

ola
Nao conhecia o teu blog mas gostei do poema escrito por uma mulher e dirigo às mulheres...
pensadora

quinta-feira, novembro 17, 2005 8:25:00 da tarde  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Em tons de rima este poema ao escritor famoso. Beijinhos.

quinta-feira, novembro 17, 2005 9:04:00 da tarde  
Blogger soslayo said...

Pensadora, a qual dos poemas te referes? o último publicado é pensando nas mulheres mas falando do homem e, este foi escrito por um homem que sou eu soslayo. Obrigado pela visita. Também passarei a ir ao teu cantinho que está muito bonito, sobretudo o verde de cima está espectacular.

quinta-feira, novembro 17, 2005 11:46:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home





contador