domingo, outubro 18, 2009

SAIA JUSTA PORTUGAL

Este vídeo foi para o ar no programa Saia Justa. A actriz (?) e escritora (?) Maitê Proença estava em Portugal por causa de uma peça teatral e aproveitou o seu momento de horas vagas (?) para fazer algumas imagens para o quadro do semanal do canal GNT. A pergunta é: como isso foi para o ar? O tema? Aquele mesmo assunto pobre de sempre: gozar com os portugueses. Como isso ainda não basta, ela terminou o vídeo cuspindo. A pergunta é novamente: para quê? Será um laboratório para ela ser “o próximo chafariz” da nova novela da TV Record?
Todo o vídeo é uma ofensa a Portugal e aos portugueses. Começa por ir a Sintra para mostrar uma porta de uma casa aparentemente comum com o 3 virado para a direita e, sem perceber o significado esotérico, zoa com os portugueses, pois diz que aquilo demonstra que está em Portugal - os caras nem sabem colocar direito um algarismo numa porta! Só vai a Sintra, que tem imensos monumentos, castelos e palácios, para gozar com aquilo.
Depois goza com o Tejo ser, para os portugueses, o mar, quando na realidade ela está junto ao Estuário do Tejo, onde o rio desagua no mar e ambos se confundem. Fala também no Salazar, de que ela não sabe nada, imaginando que, por ter sido um ditador, foi igual a Hitler ou a Mussolini. Goza com o túmulo de Camões, com o estilo arquitectónico manuelino, enfatizando o Manuel, nome injuriado no Brasil nas piadas de português e fala também no episódio no Hotel com o seu PC, quando o Hotel tem áreas de Internet e se tinha problemas com o seu Computador pessoal, deveria usar o equipamento disponível no Hotel para os clientes. O Hotel não tem obrigação de reparar os equipamentos pessoais dos clientes, sejam PC's ou carros ou máquinas de barbear ou sei lá o quê.
Eu acho que ela vai ter muita vergonha quando souber das reacções dos portugueses ao vídeo e vai pensar duas vezes antes de voltar a falar do país e dos seus habitantes. Infame, só revelou ignorância e rancor, talvez dor de cotovelo.
Quem deveria ter acesso a este vídeo eram os milhares de portugueses que gastaram muitos euros para assistir às suas peças de teatro em Portugal. O que lhe vale é que o povo português é o mais simpático e sereno do mundo.
Enfim... vejam o vídeo e, por favor, divulguem:
Essa mulherzinha quando voltar a Portugal para, cinicamente, dizer maravilhas muito simpáticas, terá explicações a dar...é favor fazer circular para que bem conste...

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Berro d'Água said...

Bom... Pois cá estou eu, uma brasileira que ama Portugal, a comentar o post em primeira mão, mas antes preciso te dizer que foi muito bom te reencontrar e assim poder deixar claro em vivas letras, que gosto muito de ti, mesmo estando esse tempo todo ausente.

Quanto ao ocorrido e sobre o falatório a respeito da famigerada matéria (???) que foi ao ar no GNT, devo dizer que isso deve ter acontecido por um engano e dos graves e não devemos com isso responsabilizar ou colocar no mesmo balaio, as outras mulheres que fazem parte do programa. Há ali pessoas de irreparável comportamento e não podem ser punidas por algo que não fizeram. Já quanto a Maitê, tadinha... Sinceramente não acho que os portugueses devem sentir-se ofendidos, pois quem deu demonstrações da mais pura ignorância - e de dose excessiva de arrogância - certamente foi ela. Sintra é simplesmente linda e dá prazer de encher os olhos, para todos os lados que a gente resolver olhar e a criatura teve o descaramento de chamar o lugar, de "vilinha"...??? Ela deve ter confundido com as vilas daqui e que são amontoados de casas sem história para contar ou que por sua vez, contam a nossa triste história...

Sinceramente não vejo razão para portugueses se sentirem tão ofendidos, uma vez que a pessoa que gerou tamanha besteira, não merece toda a atenção que vem recebendo. Sintra é linda demais e o n° 3 colocado do modo como está, naquela porta, não cabe a ninguém julgar, pois esse é um direito do dono da casa que certamente deve saber que o algarismo se escreve ao contrário, mas ele desejou colocá-lo desse modo e nada há de errado nisso, a não ser o fato de ser algo inusitado e interessante. Nada mais e muito menos motivo para ser mostrado em um programa, em especial tratando-se de um lugar tão rico culturalmente, belo geograficamente, com arquitetura ímpar e se ela não soube mostrar nada disso, é sem a menor dúvida uma pessoa de visão limitada e cabe a nós duvidarmos de seu conhecimento. O mesmo para todos os monumentos, para a culinária, para a arquitetura, para a história e para algo que para mim é o que faz a grande diferença de Portugal para outras partes da europa, que a integração entre o passado e a atualidade... Algo que podemos sentir, mas que só vemos acontecer aí e não importa se em Portugal continental ou se nas muitas ilhas, mas dá um enorme prazer andar nesse país e ver como a hist´ria e o passado, convivem em harmonia com o presente, na formação do futuro.

Quanto ao nosso idioma português, falado no Brasil, vale salientar também que não temos as mesmas estruturas étnicas e culturais dos portugueses e que nosso idioma se formou ao longo dos anos e com uma considerável contribuição dos portugueses de pouco conhecimento que foram enviados para cá. Afinal, sabemos todos que não mandaram para esse país de proporções continentais, para desbravá-lo, os portugueses nobres, cultos e de linguajar castiço, pois não??? Para cá vieram os que não tinham para onde ir, os indesejados, os de baixa cultura e conhecimento, salvo um ou outro gato pingado e foi assim, desse modo, que construímos nossa valiosa língua brasileira e que não é melhor nem pior do que a língua portuguesa, mas é a nossa. Nossos idiomas podem ser semelhantes e de fácil entendimento entre essas duas nações, mas não são iguais e nosso idioma evoluiu, como é normal a todas as línguas. Temos importantes diferenças entre o português de Portugal, para o português do Brasil, essas mesmas diferenças que tornam as duas nações tão ricas e fazem esses dois povos e essas duas nações, serem tão próximas. E não haverá de ser a falta de educação da senhora Maitê Proença que deverá colocar na rua, todas as roupas sujas guardadas desde os tempos do descobrimento. E tenho dito!!!

quinta-feira, outubro 22, 2009 8:42:00 da tarde  
Blogger Berro d'Água said...

Ah... E agora o beijo, pois esqueci de me despedir!!!

Beijos,

Da Cris

quinta-feira, outubro 22, 2009 8:42:00 da tarde  
Anonymous Mané said...

Muito burras estas gajas brasucas!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, outubro 22, 2009 10:07:00 da tarde  
Blogger D.Cosmo said...

www.dcosmo.blogspot.com -> Andarilho! Em busca do conhecimento! Conto com seu comentário!
abraçoo

quarta-feira, outubro 28, 2009 11:25:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home





contador